Secom veta divulgação de vídeo do encontro de Bolsonaro com irmão de petista morto

José Arruda é apoiador de Bolsonaro e já havia recebido uma videochamada do presidente

Foto: Clauber Cleber Caetano/PR
Foto: Clauber Cleber Caetano/PR

A Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom) proibiu a divulgação do vídeo que registrou o encontro do presidente Jair Bolsonaro (PL) com o irmão do guarda municipal Marcelo de Arruda, tesoureiro do PT morto pelo policial penal Jorge Guaranho, em Foz do Iguaçu.

De acordo com informações da coluna Painel, na Folha de S. Paulo, o deputado Otoni de Paula (MDB-RJ), que mediou a conversa, afirmou que a Secom avaliou que o mais adequado seria não dar publicidade à gravação para evitar uma exploração eleitoral. O encontro aconteceu no Palácio do Planalto na última quarta-feira (20).

Irmão de Marcelo, José Arruda é apoiador de Bolsonaro e já havia recebido uma videochamada do presidente, na qual o mandatário afirmou que “a imprensa tentou colocar” o crime no colo dele e pediu que os familiares participassem de uma coletiva de imprensa para “contar a verdade” sobre o caso.

Deixe seu comentário