Leonardo DiCaprio critica Bolsonaro pelo desmatamento na Amazônia

Fotos: Reprodução/Getty/Agência Brasil
Fotos: Reprodução/Getty/Agência Brasil

Após o ator Leonardo DiCaprio voltar a criticar a postura do governo brasileiro ante o desmatamento na Amazônia, o presidente Jair Bolsonaro (PL) foi às redes sociais, na noite desta quarta-feira (27), para responder o crítico. “Você de novo, Léo? Assim, você se tornará meu melhor cabo eleitoral, como dizemos no Brasil”, ironizou o mandatário, em inglês.

Antes disso, o artista havia publicado um mapa do MapBiomas, que mostra, a partir da colaboração de universidades, ONGs e empresas de tecnologia, as mudanças no território da Amazônia brasileira. Na postagem, DiCaprio afirma que nos últimos três anos, período da gestão de Bolsonaro, a região foi atacada pela indústria extrativista. “Qual a extensão do desmatamento na Amazônia, um dos lugares mais importantes do planeta para pessoas e vida selvagem?”, questionou o ator norte-americano.

Na resposta, Bolsonaro citou mais uma vez o iate do artista. “Eu poderia dizer a você, de novo, para desistir de seu iate antes de dar uma palestra ao mundo, mas eu conheço os progressistas: você quer mudar o mundo inteiro, mas nunca a si mesmo”.

“Cá entre nós, é estranho ver um cara que finge amar o Planeta dando mais atenção ao Brasil do que aos incêndios que prejudicam a Europa e seu próprio país. Alguém pode se perguntar se você é obcecado pelo meu país (ou seus recursos) ou se acredita que o Brasil é o único na Terra. Mas não se preocupe, Léo, ao contrário dos lugares que você finge não ver fazendo brilhantemente o papel de cego, o Brasil é e continuará sendo a nação que mais preserva. Você pode continuar brincando com seus brinquedos de estrelas de Hollywood enquanto fazemos nosso trabalho”, acrescentou o presidente.

Ainda na publicação, Bolsonaro afirma que no seu governo o “desmatamento médio é bem menor do que era no passado”, quando Lula (PT) estava no poder. “Está claro que todos que atacam o Brasil e sua soberania em prol da sinalização da virtude não têm a menor ideia do assunto.[…] Se estiver ao seu alcance, adoraríamos vê-lo parar de espalhar informações erradas. No passado recente, você usou uma imagem de 2003 para falar sobre os incêndios florestais na Amazônia supostamente acontecendo em 2019 e foi exposto, mas eu o perdoei. Então, por favor, vá e não peque mais”.

Deixe seu comentário